A Universidade de Campinas foi novamente selecionada  como a melhor da América Latina, junto com outros 5 centros de estudos brasileiros entre os 10 melhores da região, de acordo com um ranking elaborado pela revista Times Higher Education (THE).

O pódio que encabeça o Brasil é concluída pelo Chile, com duas universidades entre as dez primeiras, e México e Colômbia, com uma cada.

Essa classificação, que analisa um total de 129 universidades de dez países da América Latina, repetiu o pódio concedido no ano passado e voltou a colocar os dois primeiros lugares da lista a Unicamp e a Universidade de São Paulo, respectivamente.O quarto lugar foi para a Universidade Federal de São Paulo, seguida do Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey (México), da Universidade do Chile, a Universidade Católica do Rio de Janeiro, a Universidade de los Andes (Colômbia), a Universidade Federal de Minas Gerais e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (ambos do Brasil).

Como entrar na universidade brasileira?

Para quem quer estudar na melhor universidade do Brasil, que acompanha no ranking a PUC RIO pode ingressar realizando o ENEM. Aos alunos de baixa renda é possível participar por meio do Prouni (faça sua inscrição em resultadoprouni2019.com.br). Para conseguir participar é preciso ter tirado pelo menos 480 pontos na prova e não ter zerado a redação. Como o programa é destinado para alunos de baixa renda é preciso comprovar o recebimento de até 1,2 salários mínimos de renda familiar bruta.

Já quem tem interesse nas Universidades Federais como o UFRJ ou UFRGS também pode usar a nota do ENEM, entretanto, por meio do programa FIES. As condições de ingresso são as mesmas que do Prouni, só que sem a necessidade de comprovação de baixa renda. Aos alunos que possuem o direito, há a possibilidade de participar na modalidade de cotas raciais e sociais,

Em todas as universidades brasileiras também se pode ingressar por meio do vestibular específico, entretanto, com a necessidade de comparecer às cidades para realização das provas.

Jamaica volta a lista das melhores universidades do mundo ao lado do Brasil

Nesta nova edição, o ranking volte a contar com centros de ensino superior de Peru e inclui, pela primeira vez, um jamaicano, da Universidade das Índias Ocidentais, na posição de número 37.

O domínio das universidades brasileiras foi notável, com um total de 43 na lista, seguido pelo Chile (26), México (22), Colômbia (19) e Argentina (7), que conquistou o quinto lugar na região, a Venezuela, o único país que registou uma diminuição dos destaques com relação a 2017, já que passou a ter três na lista dois.

Em uma análise mais aprofundada, THE destacou a liderança regional das universidades equatorianas em termos de projeção internacional e número de citações acadêmicas, seguidas de perto pelas chilenas. Por outro lado, considerou as universidades argentinas como as melhores em ambiente educacional.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>